CAXIAS DO SUL/RS

A região tem o maior contingente de imigrantes italianos do estado do Rio Grande do Sul e é conhecida pela tradicional Festa da Uva, que acontece a cada dois anos. Caxias do Sul é um pedaço da Itália no Brasil, miscigenada com as tradições gaúchas. A história da cidade e da imigração é muito forte e é, em parte, retratada no Monumento Nacional ao Imigrante, no Museu Municipal e no Museu de Ambiência Casa de Pedra, um belo exemplar da arquitetura italiana. A religiosidade, também muito marcante nas culturas italiana e brasileira, aparece na Igreja São Pelegrino, que tem pinturas do importante pintor ítalo-brasileiro Aldo Locatelli, e na Igreja de Santa Teresa, conhecida também como Catedral Diocesana. A cidade oferece diversos roteiros turísticos, cada um com uma experiência diferente. O roteiro Estrada do Imigrante inclui passeios de carroça, caminhadas, escalada e cafés coloniais – uma das melhores experiências gastronômicas que você pode ter no sul do País. Já no roteiro Vale Trentino, você visita parreirais, vinícolas e cantinas, sendo o Museu Municipal da Uva e do Vinho Primo Slomp a principal atração, com direito a degustação de uva e derivados. Há ainda vários outros circuitos. No roteiro Ana Rech, você aproveita a mesa farta italiana, a música e o artesanato em uma charmosa vila enfeitada com flores e pinheiros. Já o roteiro Caminhos da Colônia une paisagem, música, gastronomia e oferece um local onde você pode colher uva, pisar, engarrafar e criar o rótulo do seu próprio vinho. No roteiro Caminhos do Interior, a ênfase é no campo e na religiosidade. Já o roteiro Criúva é perfeito para os amantes de trekking, cavalgadas, rapel e rafting.

 

 

FONTE: MTUR

GUARAPUAVA/PR

Os parques e as praças espalhados pela área central da cidade garantem à Guarapuava um cenário sempre verde. Entre eles, estão os concorridos Parque do Lago, com pista de cooper ao redor do espelho d’água, quadras de esportes e playground. Já a Lagoa das Lágrimas é procurada pelos pedalinhos e aparelhos de ginástica, enquanto o Parque do Rio Jordão é procurado pela pista de motocross, pelos passeios de balsa e pelas piscinas naturais e quedas d’água. Nos arredores do Centro, a natureza é ainda mais exuberante. No Parque São Francisco da Esperança, o belo salto de São Francisco, com 196m de queda, destaca-se na paisagem. Próximo dali, o Parque das Araucárias abriga cerca de quatro mil pinheiros em meio a um bosque de cem hectares, com direito a uma fauna rica e variada. O centro comercial é a colônia Vitória, sede do Museu Agrária, que conta a história dos imigrantes.

 

 

FONTE: GOVERNO PR

JALAPÃO / TO

TERESINA DE GOIÁS / GO

É o mais novo dos municípios da Chapada dos Veadeiros, mas também riquíssimo em história e cultura. Possui comunidades Kalunga e muitas belezas naturais. Destaque para o Poço encantado. Além dele, 17 cachoeiras estão á disposição dos turistas. É considerado capital do Caju na Chapada dos Veadeiros.

 

Nesta cidade e seu arredores uma incomensurável variedade de frutas, vegetação, animais e sobretudo de riquezas naturais, sendo considerada a cidade que possui a maior riqueza natural do Centro Oeste do Brasil

 

FONTE: GOVERNO GOIÁS

ÁGUAS DA PRATA – RAINHA DAS ÁGUAS/SP

A estância hidromineral fica a 238 km da capital, faz divisa com Minas Gerais e integra o Circuito Café com Leite. Ideal para os que apreciam o contato com a natureza e a tranquilidade. A cidade abriga um grande percentual de Mata Atlântica preservada, o que favorece a considerável quantidade de água mineral ali existente, sendo este o seu maior patrimônio. O local é rodeado de montanhas, canyons, muitos bosques e cachoeiras e oferece variadas opções de esportes de aventura e ecoturismo. O movimento no centro da cidade fica por conta da feira de artesanatos e das barracas de comidas e quitutes. Outro destaque é o Bosque Estadual que possui inúmeras trilhas. Uma delas leva à Fonte Vilela, a mais conhecida devido ao seu alto potencial de radioatividade, o maior das Américas. Hoje a estância é também representada no Roteiro do Turismo religioso, por estar inclusa no Caminho da Fé do Estado de São Paulo. Todos estes benefícios, somados à hospitalidade do povo da região.

 

FONTE: GOVERSNO SP

ÁGUAS DA PRATA – RAINHA DAS ÁGUAS/SP

O bosque estadual é outra atração bem característica da cidade. Ali se encontra o Fontanário Vilela, famoso por ter a água mais radioativa da América. No bosque, o turista pode percorrer a trilha que leva até a nascente do fontanário , observar as estripulias dos inúmeros macacos Prego , saborear as delícias do milho como pamonha, curau, bolo e apreciar a exposição do artesanato local nos chalés…

 

A diversidade natural possibilita ainda a prática de caminhadas, cavalgadas, cicloturismo, off-road, arvorismo, tirolesa, escalada, montain bike. A prática de vôo livre também é uma atividade que atrai um grande número de turistas, isso porque o famoso Pico do Gavião, considerado a “ Meca do vôo livre” está localizado em Águas da Prata.

 

FONTE: PREFEITURA DE ÁGUAS DA PRATA/SP

 

 

ÁGUAS DA PRATA – RAINHA DAS ÁGUAS/SP

Localizada a 238 km da capital paulista, a tranquila Águas da Prata se agita aos finais de semana sendo tomada pelo colorido dos ciclistas da região junto aos turistas de todo o país atraídos pela expressiva beleza natural e qualidade ímpar de suas águas, sendo radioativas, alcalinas e bicarbonatadas. A cidade possui 10 fontes: Fonte do Padre, Fonte da Pedra do Boi, Fonte da Juventude, Fonte Vitória, Fonte Vilela, Fonte Platina, Fonte do Paiol, Fontanário Prata, Fonte Nova e Fonte da Garganta, todas com propriedades medicinais.

 

O nome Águas da Prata vem do tupi-guarani “ Pay tâ” ( pronunciada Prata pelos portugueses) que significa “ água dependurada” em menção a formação de estalactites formados pela alta concentração de minérios presentes nas águas que escorrem próximas as minas.

 

A pungente presença das águas na cidade presenteia a todos com belíssimas cachoeiras, sendo ao total 58, com destaque para Cachoeira do Coqueiro Torto, Cachoeira das Índias, Cachoeira da Fonte Platina, Cachoeira Cascatinha, Cachoeira do Paiol, Cachoeira Sete Quedas, Cachoeira das 3 Batalhas, Cachoeira do Leme, Cachoeira da Champanhe, Cachoeira do Silêncio, Cachoeira do Gavião Vermelho, Cachoeira Ponte da Pedra e Cachoeira do Serrote. Nestas, os turistas praticam trekking, hikking, canyoning, cascading, rafting e bóia-cross.

 

Águas da Prata ainda atende turistas com interesse religioso. A cidade sedia o “Caminho da Fé”, uma peregrinação de quase 500 quilômetros passando por 24 cidades de Minas e de São Paulo e que termina em Aparecida, vinte dias depois. O percurso é sinalizado e atravessa vilarejos, bosques, trilhas e trechos de estradas.

 

Arte e Cultura se fundem perfeitamente neste belíssimo cenário natural, celeiro de artesãos e artistas, a cidade inspira belíssimas criações constantemente expostas nos espaços culturais Boca do Leão e Gloc, sendo que este último promoveu o 1º Festival de Imagem de Águas da Prata, inserindo a cidade no mapa cultural internacional ( as demais 18 cidades são pertencentes a Europa), fortalecendo assim o patrimônio cultural e agregando valor a atividade turística. Todo último sábado de cada mês a cidade apresenta uma atração que já faz parte do roteiro de muitas pessoas. Cerca de 300 pessoas se unem na Estação Ferroviária para ouvir e cantar com a “Seresta de Águas da Prata”.

 

Seja para descansar, seja para se aventurar, Águas da Prata é o destino ideal para se viver grandes e inesquecíveis experiências.

FONTE: PREFEITURA DE AGÚAS DA PRATA/SP

Vacaria – RS

Vacaria, em castelhano Vaquería, era o nome dado a grandes extensões de campos naturais onde os missionários jesuítas dos Sete Povos das Missões deixavam seus rebanhos para se criarem soltos. Mais tarde, o município serviu de passagem para os tropeiros, os quais proporcionaram a vinda dos primeiros povoadores do Sertão de Vacaria.

Vacaria caracteriza-se por ser uma das mais antigas comunas do Estado, fundada dois anos após a chegada dos primeiros povoadores de São Pedro do Rio Grande, sendo considerada a porteira do Estado.

 

COMO CHEGAR

 

Estação Rodoviária

Rua Assis Brasil, 1084 Fone: (54) 3231-1268
E-Mail: icoshiedid@yahoo.com.br
Website: http://www.rodoviariavacaria.com.br/

 

Rodovias

Vias de Acesso: Partindo de Porto Alegre – BR 116, BR 285

 

FONTE: https://www.turismo.rs.gov.br/