Novo hotel-escola de Natal, no Rio Grande do Norte, vai formar 2 mil profissionais por ano

Os próximos cursos nas áreas de turismo, hospitalidade e lazer oferecidos em Natal (RN) pelo Senac terão um hotel, recém-inaugurado, como laboratório para capacitação de profissionais. Cerca de dois mil alunos serão atendidos, por ano, em um ambiente de ensino totalmente integrado ao meio de hospedagem, unindo teoria e prática no atendimento ao hóspede. De acordo com o Senac-RN, o nível de empregabilidade dos alunos que concluem os cursos da entidade chega, hoje, a 85%. Alunos interessados já podem procurar o Senac-RN para conferir o cronograma de cursos e se inscrever.

 

De acordo com o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo do Ministério do Turismo, Aluizer Malab, a ação vai ao encontro de uma das prioridades da política nacional de turismo, que é formar profissionais qualificados para atender o visitante. “Não basta que o destino tenha excelentes atrativos. É preciso estar profissionalmente preparado com mão de obra bem treinada para se posicionar competitivamente no mercado e atrair mais visitantes. O destino que conquistar o turista com serviços de qualidade terá mais capacidade de gerar emprego e renda para sua comunidade”, avalia o secretário.

 

Segundo Marcelo Queiroz, presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Note, o hotel-escola é uma das 10 unidades hoteleiras da Via Costeira, em Natal. “O complexo vai atuar para suprir o mercado com mão de obra de excelência, o que irá refletir na melhoria dos produtos e serviços ofertados pelas empresas que atuam no turismo do Rio Grande do Norte”, afirmou. A escola oferecerá cursos em diversos segmentos do turismo, contemplando desde cursos de nível básico e auxiliar até os de gerência e governança.

 

Estrutura

 

O novo Centro de Educação Profissional, integrado ao hotel, tem duas cozinhas pedagógicas, laboratório de panificação e confeitaria e laboratório de alimentos e bebidas, além de seis salas de aula e uma biblioteca com os principais títulos dos segmentos de turismo, hospitalidade, gastronomia e lazer.

 

O ambiente de ensino e aprendizagem também conta com restaurante, café e bar, abertos aos hóspedes e ao público externo com cardápios que privilegiam ingredientes locais, a partir de releituras que consideram técnicas da cozinha contemporânea. O hotel-escola possui, ainda, um centro de eventos com diversos espaços para receber eventos empresariais e sociais para até 500 pessoas.

 

O meio de hospedagem acomoda até 150 hóspedes em 52 unidades habitacionais – todos os ambientes são acessíveis e preparados para pessoas com deficiência ou dificuldades de locomoção.

 

Fonte: MTur

MTur define calendário para atualização do novo Mapa do Turismo; veja prazo para os municípios

Os 5.570 municípios brasileiros poderão pleitear sua inclusão no Mapa do Turismo Brasileiro 2019-2021 a partir de 01 de abril. É nesta data que começa a contar o prazo oficial, que termina em 30 de julho, para cadastramento e inserção dos documentos no Sistema de Informações do Programa de Regionalização do Turismo. Vale lembrar que novos critérios, compromissos e recomendações foram estabelecidos para a próxima edição do Mapa que, atualmente, é composto por 3.285 municípios.

 

De acordo com o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, o Mapa do Turismo é fundamental para o desenvolvimento das políticas públicas para o setor. “Com ele, conseguimos ter uma radiografia do turismo no Brasil e entender de maneira mais clara nossas potencialidades para investir de maneira adequada na melhoria de infraestrutura, realização de campanhas publicitárias, entre outras ações”, explica.

 

A lista de critérios obrigatórios para integrar o Mapa inclui a necessidade de o município ter um órgão de turismo em atividade, conselho municipal de turismo funcionando e orçamento próprio destinado ao turismo, além de possuir prestadores de serviços turísticos de cadastro obrigatório registrados no Cadastur. São eles: meios de hospedagem; agências de viagem; parque temático; acampamento turístico; organizadoras de eventos; guia de turismos e transportadoras turística.

 

Para que todos conheçam as novas regras, o Ministério do Turismo definiu as datas para que as Unidades Federativas possam dar início às atividades de mobilização e sensibilização dos gestores municipais, com a realização das oficinas regionais e estaduais para explicar as mudanças e tirar dúvidas existentes. “Estamos muito confiantes com os bons resultados que teremos nesta próxima edição do Mapa e, para isso, contamos muito com o apoio dos gestores estaduais e municipais”, comenta o secretário nacional de Estruturação do Turismo do MTur, Robson Napier.

 

Todos os municípios inseridos nas regiões do Mapa são considerados, pelo Programa de Regionalização do Turismo do MTur, destinos de vocação turística ou destinos de apoio que podem contribuir ou se beneficiar da geração de emprego e renda induzidos pela atividade do setor.

 

O Mapa do Turismo Brasileiro foi instituído em dezembro de 2013 e passou a ser atualizado de dois em dois anos a partir de 2016. Os estados, em parceria com os municípios, têm autonomia para definição das regiões turísticas, excluindo ou incluindo destinos.

 

CALENDÁRIO

Fevereiro a março de 2019: Mobilização dos gestores municipais e realização das oficinas regionais e estaduais.

01 de abril a 30 de julho de 2019: Cadastramento e inserção dos documentos no Sistema de Informações do Programa de Regionalização do Turismo, através do endereço eletrônico www.sistema.mapa.turismo.gov.br.

31 de julho de 2019: Encerramento do Sistema de Informações do Programa de Regionalização do Turismo.

01 a 15 de agosto de 2019: Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação faz coletânea do banco de dados do Sistema de Informações do Programa de Regionalização do Turismo.

Agosto de 2019: Publicação da Portaria que define o número de municípios e regiões turísticas que deverão compor o Mapa do Turismo Brasileiro 2019.

 

 

Fonte: Mtur

Alagoas participa da convenção de vendas da CVC no Enotel em Porto de Galinhas

A convenção de vendas da CVC, realizada durante os dias 11 e 12 de fevereiro no Enotel, em Porto de Galinhas, destacou as tendências em vendagens de pacotes turísticos para o novo ano e contou com a participação de autoridades de Alagoas, um de seus destinos mais comercializados.

 

O evento, que teve o apoio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), em parceria com a prefeitura de Maceió e ABIH, reitera o sucesso do destino na agência de viagens. Somente pela CVC, Alagoas recebeu mais de 330 mil passageiros em 2018, um aumento de 9% em relação ao ano anterior.

 

Durante a Convenção de Vendas foram ministradas 15 capacitações pela equipe técnica da Sedetur, que contemplaram mais de 1.500 agentes de viagens. Com o intuito de dinamizar o treinamento, o humorista alagoano Ed Gama foi convidado a apresentar o destino Alagoas. A Sedetur participou também da plenária do evento, onde a CVC apresenta números referentes aos pacotes vendidos.

Da Argentina, nova empresa aérea de baixo custo é autorizada a operar no Brasil

O Diário Oficial da União de sexta-feira (15) publicou a autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para o funcionamento da empresa argentina Flybondi no Brasil. Com isso, a empresa que oferece passagens de baixo custo, já pode se constituir no Brasil para realizar o transporte internacional regular de passageiros, cargas e malas postais. O início dos voos, porém, ainda depende de nova permissão.

 

A Flybondi se junta a outras quatro companhias do gênero que já solicitaram licenças neste sentido à Anac. A chilena Sky Airline, por exemplo, atua no país desde novembro de 2018, com rotas entre Santiago, no Chile, e Rio de Janeiro, Florianópolis e São Paulo. A argentina Avian, subsidiária da Avianca, também já possui aprovação operacional, e o processo relativo à empresa norueguesa Norwegian Air, que possui base no Reino Unido, cumpre os trâmites finais.

 

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, comemora a decisão da Anac e avalia que a chegada de uma nova companhia reforça os benefícios da abertura do capital de empresas aéreas à participação estrangeira. “O interesse de empresas internacionais em atuar no Brasil mostra que a aprovação da MP que permite a abertura total das empresas aéreas ao capital estrangeiro, em análise no Congresso Nacional, reforçará a atração de visitantes e investimentos ao país. Por esse motivo contamos com o apoio dos parlamentares para garantir essa importante conquista”, comenta.

 

O ministro argumenta que a abertura de capital aumentará a competitividade do turismo nacional, a partir da ampliação da oferta de voos e da consequente redução do custo de passagens. A atuação de empresas de baixo custo tende a reforçar números positivos de desempenho do ramo. Em janeiro deste ano, segundo dados da Anac, houve um aumento de 7% na chegada de voos internacionais ao Brasil na comparação com o mesmo período de 2018.

 

No total, 6.120 voos aterrissaram nos aeroportos brasileiros durante o primeiro mês do ano, número que representa cerca de 400 voos a mais em relação a janeiro de 2018, com um incremento de 107 mil assentos disponíveis. Somente o terminal de Guarulhos, em São Paulo, maior porta de entrada de estrangeiros no país, recebeu 222 voos adicionais. Já o Galeão, no Rio de Janeiro, segundo maior aeroporto internacional do Brasil, teve 107 voos a mais.

 

Fonte: Mtur

Brasil é reconhecido como destino histórico na imprensa norte-americana; Tiradentes em alta

Embora o Brasil seja um destino turístico reconhecido por sua grande extensão litorânea, o País abriga regiões de grande referência histórica. É o caso da cidade de Tiradentes, que, de acordo com a revista norte-americana Departures, é a “mais bonita do Brasil”. Localizada a menos de 200 km da capital do estado, Belo Horizonte, a charmosa cidade mineira atrai visitantes que podem conferir as diversas atrações e as opções de passeios para os mais variados gostos.

 

A matéria apresenta dados históricos da região e destaca a arquitetura barroca da cidade. Além disso, a revista sugere que “se você estiver planejando uma visita, planeje para agosto, quando pode experimentar o Festival de Cultura e Gastronomia de Tiradentes, que reúne chefs do Brasil e do mundo todo que dão aulas de culinária, apresenta jantares e restaurantes”.

 

 

“A história do Brasil é rica, abrangente e repleta de diversidade. A cultura é uma das principais marcas de identificação do País no mundo, como apontam diversas pesquisas realizadas no exterior pela Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). Esse registro do veículo norte-americano é uma grande oportunidade para apresentar ao mundo uma série de produtos turísticos para além do Brasil ‘Sol e Praia’. Nós, da Embratur, entendemos a importância e valorizamos o segmento turístico cultural na diversificação da oferta brasileira no mercado internacional”, destaca a presidente do Instituto, Teté Bezerra.

 

Nascida aos pés da Serra de São José, a cidade era apenas um rico arraial minerador no começo do século XVIII. Em 1718, passou a ser Vila São José, em homenagem ao então príncipe português D. José I. Com a proclamação da República, o município passou a se chamar Tiradentes, nome do mártir da Inconfidência Mineira (uma tentativa de emancipação de Minas Gerais, em 1789), nascido na região e que morreu lutando contra a monarquia.

 

Quando o ouro se tornou escasso nas redondezas, a cidade perdeu relevância, sendo redescoberta na década de 1970. Excepcionalmente preservado graças ao baixo movimento durante muitas décadas, o conjunto arquitetônico barroco de Tiradentes reúne joias como o encantador Chafariz de São José, construído em 1749 para abastecer a cidade de água potável e em funcionamento até hoje.

 

Patrimônio Cultural

 

Em sua rica história, o Brasil carrega registros arqueológicos, ruínas e construções que impressionam não só pela beleza como pela importância cultural e social. O País abriga 14 Patrimônios Históricos e Culturais da Humanidade brasileiros que foram tombados pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Com quatro patrimônios históricos, Minas Gerais é o estado com a maior quantidade de honrarias. O site da Unesco traz mais detalhes sobre cada um dos sítios do Patrimônio Mundial no Brasil.

 

Confira a matéria no site da revista norte-americana clicando aqui.

 

Concurso de turismo gastronômico recebe inscrições até 5 de março; saiba como participar

Termina no próximo dia 5 de março o prazo para inscrever-se no 1º Concurso de Startups de Turismo Gastronômico da Organização Mundial do Turismo (OMT), promovido conjuntamente com o Centro Culinário Basco (CCB), da Espanha. A seleção, aberta a empresas e pessoas físicas de todos os países por meio do linkwww.gastronomytourismventures.org, busca reconhecer empreendedores responsáveis por ideias inovadoras e com potencial de integrar as duas áreas, de forma a estimular a realização de viagens. Os cinco finalistas serão conhecidos em 1º de abril e o anúncio do vencedor ocorrerá durante o 5º Fórum Mundial de Turismo Gastronômico, de 2 a 3 de maio, na cidade espanhola de San Sebastián.

 

Os projetos devem focar tecnologias voltadas à superação de desafios no setor e estar ligados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, como a redução de desigualdades. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, incentiva a inscrição de brasileiros. “Dados do MTur mostram que 95% dos estrangeiros que vêm ao país elogiam a nossa gastronomia. A participação de brasileiros certamente vai incentivar a inovação nesta área, além de reforçar o apelo da nossa culinária para a atração de visitantes”, justifica.

 

Os participantes precisam expor modelos de trabalho relacionados à sustentabilidade e ao envolvimento da cadeia produtiva local, além de agregar valor ao patrimônio cultural da região onde atuam. O secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, ressalta que a gastronomia contribui para a geração de emprego e renda por meio do turismo. “O turismo é uma enorme fonte de emprego e seu efeito multiplicador tem repercussões em outros setores, como a gastronomia e sua enorme cadeia de valor”, argumenta.

 

O primeiro colocado vai conquistar um selo internacional e receberá acompanhamento do CCB da Espanha. A instituição acadêmica, filiada à OMT, possui um Conselho formado por 11 dos principais chefs do mundo e tem como objetivo o ensino superior, a pesquisa e a promoção da gastronomia como alavanca de desenvolvimento.

 

Reconhecimento nacional

 

Um projeto de Minas Gerais que trabalha a associação entre gastronomia e viagens foi um dos vencedores do 1º Prêmio Nacional do Turismo, organizado em 2018 pelo MTur e o Conselho Nacional de Turismo. A Rota do Queijo Terroir Vertentes, que trabalha o desenvolvimento dos 23 municípios integrantes do Circuito Turístico Trilha dos Inconfidentes e Terroir Vertentes, levou o segundo lugar na categoria Turismo de Base Comunitária e Produção Associada ao Turismo.

 

A iniciativa premiada estimula a oferta de roteiros gastronômicos envolvendo pequenos produtores de queijo minas artesanal, de queijos finos e de queijo Reino, além de fomentar e valorizar a fabricação dos produtos em cidades do circuito. O Prêmio Nacional do Turismo busca identificar, reconhecer e destacar projetos e casos de sucesso do setor e profissionais que tenham inovado ou atuado de forma proativa pela expansão do segmento no país.

 

Fonte: MTur

TripAdvisor Alemanha elege as 25 melhores praias brasileiras na opinião dos turistas; confira

O TripAdvisor Alemanha divulgou, na segunda-feira (11), um ranking das 25 melhores praias brasileiras na opinião dos turistas alemães que utilizam a plataforma. A Baía do Sancho, em Fernando de Noronha, ficou em primeiro lugar. Completam o pódio duas praias localizadas em Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro – Prainhas do Pontal do Atalaia e Praia do Farol.

 

O TripAdvisor é um site de viagens que fornece informações e opiniões de conteúdos relacionados ao turismo e também inclui fóruns de viagens interativos. Segundo a presidente da Embratur, Teté Bezerra a publicação reforça o grande potencial do Brasil no segmento de Sol & Praia. “São 25 praias escolhidas e sabemos que diversas outras belas praias brasileiras ficaram de fora desta lista. Trata-se de mais uma amostra da diversidade de oferta do nosso turismo”, pondera.

 

O perfil do turista alemão que visita o Brasil procura, em sua maioria, os segmentos de Sol & Praia, Cultura, e Ecoturismo e Aventura. O viajante daquele país que vem ao Brasil a lazer (86,6%) tem tempo médio de permanência de 10,8 dias e gasto médio diário de US$ 51,13. A maioria viaja em família (54,1%) seguido por casais sem filhos (21,5%). Além da beleza e calor nas praias brasileiras, o turista alemão valoriza a hospitalidade do povo brasileiro.

Praia de Antunes/Maragogi

Foto: Fausto Brites/Agência Zero Um Comunicação

 

 

 

Confira as dez primeiras colocadas, segundo o TripAdvisor Alemão:

1. Baia do Sancho – Fernando de Noronha – Pernambuco.
2. Prainhas do Pontal do Atalaia – Arraial do Cabo, Rio de Janeiro.
3. Praia do Farol – Arraial do Cabo, Rio de Janeiro. 
4. Praia do Forno – Arraial do Cabo, Rio de Janeiro. 
5. Baía dos Golfinhos – Praia de Pipa, Rio Grande do Norte
6. Praia de Lopes Mendes – Ilha Grande, Rio de Janeiro
7. Praia do Arpoador – Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
8. Morro Branco – Fortaleza, Ceará
9. Praia Antunes – Maragogi, Alagoas
10. Praia do Madeiro –  Tibau do Sul, Rio Grande do Norte

 

 

Para conferir a lista completa divulgada pelo TripAdvisor Alemanha clique no link: https://www.tripadvisor.de/TravelersChoice-Beaches-cTop-g294280

 

 

Fonte: MTur

Foto/principal: Fausto Brites – Agência Zero Um Comunicação

Na França, MTur vai buscar investidores para projetos de hotelaria e infraestrutura turística

O Ministério do Turismo já está recebendo propostas de gestores públicos e privados de todo o Brasil com projetos que serão apresentados a investidores internacionais no MIPIM 2019 (Marché International des Professionnels de l’Immobilier, em francês), uma das maiores exposições mundiais do setor imobiliário. O megaevento será realizado de 12 a 15 de março, em Cannes, na França.

 

O MTur contará com um estande na exposição, onde realizará uma série de reuniões para promoção do Brasil como destino turístico e de investimentos. Além de pavilhões setoriais, o MIPIM oferece também um programa de palestras e conferências que envolve grandes tomadores de decisão e autoridades internacionais discutindo os principais temas e tendências do mercado imobiliário.

 

Neste ano, o Brasil vai ampliar a participação em dois dias do evento. No dia 13 de março, o MTur vai organizar uma sessão de conferência exclusiva para apresentação das estratégias de desenvolvimento do setor no Brasil e a discussão de outros temas pertinentes à atração de investimentos para o turismo. A palestra “Brazilian market: perspectives and opportunities” será realizada das 14h30 às 16h, no Salão Croisette, no Palais des Festivals. Já no dia 14 de março, o ministério vai oferecer o almoço oficial do MIPIM, exclusivo para investidores, empresários e demais profissionais do setor de turismo presentes.

 

“Nossa participação no MIPIM é parte de uma estratégia maior de promoção e apresentação das oportunidades de investimento no Brasil, aos principais investidores mundiais do setor imobiliário e de turismo. Daí a importância da nossa presença com projetos de grande impacto para a economia turística do Brasil”, reforça o secretário nacional de Estruturação do Turismo do MTur, Robson Napier.

 

O Ministério do Turismo participou de seis edições do evento desde 2008. Um exemplo da importância dessa participação para promoção de projetos do setor de turismo foi o anúncio de investimentos de US$ 1,5 bilhão em um megaempreendimento no Rio Grande do Norte, que será operado pela rede hoteleira Six Senses. O complexo de hotéis, resorts e unidades residenciais de luxo “Six Senses Formosa Bay”, em Baia Formosa, deve gerar 400 novas vagas de empregos diretos e 4 mil indiretos na região. Outro projeto em fase de captação de recursos é o da “Cidade Matarazzo”, em São Paulo. O empreendimento do Groupe Allard compreende hotel e residencial da cadeia americana de luxo Rosewood, com shopping, centro de artes e teatro, entre outros serviços.

 

A 30ª edição do MIPIM deverá reunir participação relevante de empresas, investidores e profissionais do setor. Anualmente, a programação atrai mais de 24 mil profissionais, envolvendo mais de 4 mil construtoras e incorporadoras e cerca de 5 mil investidores do mundo todo. A feira de negócios contempla 20 mil metros de pavilhão para exposição de projetos na área de hotelaria, turismo e desenvolvimento urbano nos diferentes segmentos: projetos de revitalização, resorts, mixed-used e hotelaria de luxo, entre outras modalidades.

 

Interessados em participar do MIPIM 2019 devem procurar a Coordenação de Apoio à Atração de Investimentos da Secretaria Nacional de Estruturação do Turismo do MTur. O contato é a coordenadora Beatriz Kobayashi Dourado (+55 61 2023-7667 e investimento@turismo.gov.br).

 

Fonte: MTur

Jardim Secreto do Poço da Panela recebe o primeiro Transplante Urbano do Recife

 

Uma praça montada especialmente para a Edição 2018 do evento Casa Cor foi realocada para o espaço público às margens do Rio Capibaribe, que vem ganhando vida nova graças a intervenção dos moradores do bairro (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)

 

Às margens do Rio Capibaribe, no bairro do Poço da Panela, um jardim comunitário construído a partir de um trabalho coletivo ganhou o primeiro Transplante Urbano do Recife. Batizado de Jardim Secreto, o espaço surgiu a partir da iniciativa conjunta de moradores do bairro e, neste domingo (10), o prefeito Geraldo Julio visitou o lugar para inaugurar a nova área, que resulta de uma parceria entre o Coletivo Jardim Secreto, a Concrepoxi Artefatos e a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria Executiva de Inovação Urbana.

 

O transplante se deu pela realocação de uma praça que havia sido montada na Casa Cor 2018 e o projeto inclui bicicletários, bancos em curva, lixeiras e um espaço equipado com carregadores movidos a energia solar. O local foi, literalmente, transplantado de um local para o outro e será cuidado pelos moradores e vizinhos do entorno. O espaço também ganhou um palco, que recebeu a doação de uma rosa dos ventos em seixos, feita pelo artista Rodrigo D’Amorim Cavalcanti. A iluminação do espaço foi toda feita pela Emlurb

 

O prefeito visitou o espaço ao lado da primeira-dama, Cristina Mello, e dos filhos e destacou o engajamento da população para transformar os espaços públicos. A área onde hoje funciona o Jardim Secreto era antes um terreno baldio. “Vemos aqui o resultado da mobilização de uma comunidade para transformar o lugar em que vivem e isso está acontecendo em outros bairros da cidade. Aqui no Jardim Secreto, nós vemos um terreno baldio ser transformado em área de convivência e isso é muito importante, porque são mais pessoas nas ruas, cuidando da cidade e convivendo com o bairro e com os espaços públicos”, defendeu o prefeito, que aproveitou a visita e percorreu todas as barraquinhas da Feira Livre do Poço e conversou com os expositores.

 

O secretário de Inovação Urbana, Túlio Ponzi, explica que a iniciativa dialoga com projetos urbanos da cidade, como o Recife 500 anos e o Parque Capibaribe. “São  mais de 3.000 metros quadrados à margem do rio Capibaribe que estão sendo devolvidos para cidade. Na verdade, moradores aqui do Poço da Panela já tinham se juntado há 2 anos e ativaram este espaço e o poder público reconhece através dessa iniciativa o engajamento e o protagonismo do cidadão como uma política pública. Esse transplante é um marco na nossa cidade e se soma ao Jardim do Baobá, que já vinha trazendo o recifense para viver mais o rio Capibaribe e é mais um passo nesse sonho, para a gente reinventar a cidade a partir do rio Capibaribe”, afirmou.

 

A arquiteta Bárbara Kreuzig é moradora do Poço da Panela e integra o Coletivo Jardim Secreto. Segundo ela, o espaço foi pensado, inicialmente, para ser uma horta comunitária, mas “os sonhos foram ampliados” e a área ganhou finalidades diversas. “Além do trabalho dos moradores, a gente contou muito com a Emlurb e, desde o início, eles vieram e limparam o local. Teve uma época em que eles tiraram daqui 15 caminhões de lixo e isso continuou. Hoje tivemos a inauguração do transplante urbano, do palco, e isso demonstra ainda mais cuidado com o Jardim Secreto e confere mais segurança ao local”, contou Bárbara.

 

Para tornar-se realidade, o projeto contou com o apoio da iniciativa privada por meio do Villa Garden, que fez a doação do gramado para o palco, da Solace Energia com o painel solar e da Steel Decor com o suporte em aço dos bancos e do bicicletário. Da comunidade, o apoio veio do condomínio Villa Pasárgada, que forneceu energia para o funcionamento da bomba que rega as plantas. Do poder público, a Emlurb faz serviços periódicos de limpeza geral, capinação, poda e retirada de resíduos pesados. A Emlurb cedeu ainda mudas de palmeira para embelezar o local.

 

Representante da ConcrEpoxI Artefatos, Renata Gaudêncio, conta que o transplante urbano aconteceu por meio do Centro de Inovação Fábrica de Cidades e parceiros (Solace Energia, Villa Garden, Steel Decor). “O objetivo foi imortalizar a mostra Cidade Cor, da Casa Cor 2018, e contribuir para um espaço carente de infraestrutura onde já houvesse participação ativa da sociedade”, explicou.