Governo federal amplia benefícios fiscais para atender o segmento de parques temáticos

O segmento de parques temáticos foi beneficiado esta semana com medidas que vão estimular investimentos e a geração de empregos no setor de turismo. O governo autorizou a importação de equipamentos sem similares nacionais com tarifa zero em compras realizadas até o final de 2020, segundo consta da Resolução nº 98 da Câmara de Comércio Exterior (Camex), publicada na edição desta segunda-feira (10) do Diário Oficial da União.

 

O setor trabalha hoje com isenções temporárias, que zeram a tarifa por períodos pré-determinados de até oito meses. A decisão do governo atende a uma antiga reivindicação do setor que, em articulação com o Ministério do Turismo, busca a isenção permanente no âmbito de comitê técnico do Conselho do Mercado Comum do Mercosul.

 

“Esta decisão é mais um reconhecimento do governo do papel do setor do turismo como atividade que precisa de incentivos para gerar mais empregos e oportunidades de negócios”, avalia o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz. Estudo do Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (Sindepat), estima investimentos de R$ 1,9 bilhão e geração de 56 mil postos de trabalho nos próximos cinco anos com a isenção permanente.

 

“Com a resolução da Camex teremos um novo período de investimentos e crescimento do nosso setor. Os empresários podem aproveitar esta janela e contribuir para o incremento do turismo em suas regiões, por meio da atratividade dos empreendimentos em operação e da oportunidade para abertura de novos parques”, afirma o presidente do Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (Sindepat), Murilo Pascoal.

 

Para se ter uma ideia hoje, existem 23 pedidos de isenção em análise, número que poderá subir para 100, segundo expectativa do empresário Alain Baldacci, do Parque Wet´n Wild, de São Paulo. “Em dois anos temos tempo suficiente para planejar a abertura de novas unidades, a revitalização e a expansão dos parques em operação, com aquisição de novas atrações”, reforça.

 

Fonte: Agência de Notícias do Turismo

Orla do Atalaia, um dos cartões postais de Aracaju, ganha iluminação natalina

Um dos principais cartões portais de Aracaju, a Orla da Atalaia, zona Sul, ganhou novas cores na noite de sexta-feira (7). O prefeito Edvaldo Nogueira acendeu as luzes que decoram o local, dando início a mais uma etapa do Natal Iluminado 2018. A ornamentação dos 4 km de extensão do canteiro da avenida Santos Dumont e de outros pontos, como os Arcos da Orla, foi concretizada através da parceria firmada pela Prefeitura com entidades ligadas ao trade turístico, com a Federação do Comércio de Sergipe (Fecomércio-SE), Energisa e Celse.

 

A apresentação da Banda de Música da Polícia Militar de Sergipe deu o tom para o início da solenidade. Logo após, o prefeito Edvaldo Nogueira, ao lado do presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira e de empresários ligados ao turismo, pressionou o botão para o acendimento simbólico da decoração.

 

“A decoração da Orla é a continuidade de um sonho que alimentei lá atrás, quando fui prefeito de Aracaju pela primeira vez e comecei a colocar em prática o Natal Iluminado. Esse sonho foi ceifado por quatro anos, mas ao retornar à Prefeitura para cumprir meu terceiro mandato, coloquei como meta sua retomada. Como havia um grande obstáculo, a situação financeira da administração, me dediquei e, nesse caminho, encontrei parceiros que me deram as mãos. No ano passado demos os primeiros passos e nesse ano, essa parceria se fortaleceu. Novos parceiros se somaram a nós e hoje caminhamos para a concretização desse sonho”, destacou o prefeito Edvaldo Nogueira.

 

Ao lembrar dos outros dois pontos da cidade cujas decorações natalinas já foram inauguradas – a praça Fausto Cardoso e o Parque da Sementeira -, Edvaldo ressaltou que um ciclo é encerrado com acendimento das luzes natalinas da Orla. “Neste momento temos três locais distintos para os aracajuanos e turistas desfrutarem de belas decorações. Na ideia de fazermos o Natal Iluminado no sentido humano, iluminamos a cidade para receber de volta a luz divina. Já no sentido do desenvolvimento, avançamos na ideia de transformar Aracaju em um polo de atração turística neste período, que é o nosso propósito. Dessa forma atraímos turistas, geramos emprego, renda, movimentamos a economia e celebramos o nascimento do menino Jesus”, avaliou.

 

O mesmo sentimento foi expresso pelo presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira. “A Alegria continua. A disposição de proporcionar aos aracajuanos e aos turistas, que escolheram nossa cidade para passar os festejos, continua, com a decoração da Orla da nossa querida Atalaia. É a continuação de um trabalho, aliado ao trade turístico, que se esforçou para proporcionar essa iluminação que passamos a oferecer a todos a partir da noite de hoje. Nos unimos, demos as mãos, e os belos resultados estão postos”, comemorou.

 

O diretor regional da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla), Otávio Meira Lins, responsável por capitanear o projeto, avaliou a participação da Prefeitura no Natal Iluminado da Orla como fundamental. “Pedimos ao prefeito Edvaldo Nogueira para a gestão se unir a nós já na reta final e tivemos a sorte dele colaborar e comprar a ideia. A proposta é que esse evento se torne algo ainda maior, com a formação do calendário turístico de Sergipe, tendo sido escolhido o Natal Iluminado como ponto de partida pela proximidade. Mas para 2019, estamos preparando outras novidades, entre elas o São João”, ressaltou.

 

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Sergipe (ABIH-SE), Antônio Carlos Franco Sobrinho também comemorou a parceria. “Estamos na solenidade do terceiro polo de decoração e acredito que estamos plantando uma semente. A partir de agora, temos condições de lançar o evento no calendário turístico, atraindo pessoas para a nossa capital e aquecendo a economia do município. Estamos confiantes de que já esse ano o impacto será sentido”, vislumbrou.

 

Animação

 

Para quem presenciou o acendimento das luzes o momento foi de animação. Como é o caso do gestor comercial, Josemar Paiva, e sua esposa, a administradora Carla Santos. “A cidade está linda, segura e muito receptiva. A apresentação da banda logo nos chamou a atenção e fizemos questão de parar para tirar foto. Estamos amando tudo e já pretendemos trazer mais pessoas para conhecer”, afirmou Josemar.

 

“Estamos bem curiosos para ver o que mais a cidade tem a oferecer nesse período. Está tudo muito lindo, a Orla está lindíssima com essa decoração e os atrativos também nos animam a participar. Queremos participar de tudo o que tiver, seja aqui na Orla ou nos outros pontos da capital”, completou Carla.

 

Programação

 

O Natal Iluminado da Orla se estende até o dia 6 de janeiro de 2019. Esta é a primeira edição do evento, organizado por uma comissão que envolve diversas entidades ligadas ao setor turístico da capital sergipana, em parceria com a Prefeitura de Aracaju, Fecomércio, Energisa e Celse. Além da decoração natalina, terão apresentações artísticas e culturais.

Artesãos levam belezas de MS à Feira Nacional do Artesanato em Belo Horizonte

Mais uma vez a arte produzida por artistas de nosso Estado e inspiradas nas belezas sul-mato-grossenses estarão presentes na Feira Nacional do Artesanato, que acontece de até o dia 9 de dezembro em Belo Horizonte (MG). A participação e comercialização de peças do nosso artesanato acontece com o suporte da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), que garante o transporte de centenas de obras até o local de exposição.

 

Participam da Feira artesãos vinculados à Associação de Produtores de Artesanato e Artistas Populares do Mato Grosso do Sul e da União Estadual dos Artesãos do Estado de Mato Grosso do Sul. Já dentre os artesãos individuais foram selecionados Ana Vitorino da Silva Leodério e Ariele Verdigilio, que levará peças da Aldeia Kadiwéu Alves de Barros, na região de Porto Murtinho.

 

As peças do artesanato sul-mato-grossense ocuparão um espaço de 60 metros quadrados especialmente dedicado à colorida e diversificada arte produzida em diferentes pontos do Estado.

 

A Feira Nacional do Artesanato contará também com a participação de Cláudia Cristina Benites Veiga Castelão e Silvia Stumpo, que irão expor suas obras no espaço Sebrae, cada uma com um estande de 6m².

 

Quem também participa do evento é o mestre artesão Rodrigo Avalhaes Marçal, que terá obras expostas no espaço de 16m² especialmente dedicado aos grandes “professores” desta arte. Especialista em peças de cerâmica, Rodrigo é filho de Júlio Cesar Nunes Rondão, que deixou grande legado no artesanato de Mato Grosso do Sul, sendo considerado um dos grandes mestres artesãos da Arte Popular.

 

Seus aprendizes buscam exprimir a sutileza e a autenticidade dada por ele a peças que se tornaram símbolo do Estado, como as Onças, vendidas na Casa do Artesão de Campo Grande e fora do Estado.

 

Rodrigo também participou do projeto Sapicuá Pantaneiro – que nasceu em 2003 com o objetivo de resgatar, desenvolver e incentivar o artesanato da região do Pantanal de Mato Grosso do Sul, preservando a natureza, a cultura e suas tradições.

 

Valorização

 

A FCMS, por meio da Gerência de Artesanato, desenvolve políticas públicas que proporcionam a geração de emprego e renda e a inclusão social. Busca ainda a organização de núcleos de artesanato nos municípios, a inclusão do artesanato sul-mato-grossense no mercado competitivo, a melhoria da qualidade de vida dos artesãos e a divulgação da cultura regional.

 

O Estado já foi representado em mais de 21 Feiras Nacionais de Artesanato nos últimos anos: Finnar (Brasília), Arte Santo (Vitória / ES), Mãos de Minas (MG), Salão Internacional de Artesanato (Brasília), Fenearte (Olinda / PE), Brasil Original (São Paulo / SP), Feira de Tiradentes (MG), Craft Design (São Paulo / SP), Brasil Central Week – Edições Brasília e Mato Grosso do Sul. Participaram 20 núcleos de produção artesanal e mais de dois mil artesãos de todas as regiões do Estado.

 

Outras informações podem ser obtidas na Gerência de Desenvolvimento de Atividades Artesanais pelos telefones (67) 3316-9107 / 9152 ou pelo e-mail (artesanato.fcms@gmail.com).

Calendário de Eventos de dezembro celebra o Natal e a virada do ano em todo o Brasil

O clima já é de Natal por todo o Brasil. E na capital que leva a festa no nome – Natal, capital do Rio Grande do Norte – há um mês inteiro de festas e eventos culturais, até a virada do ano, em homenagem ao aniversário da cidade, no dia 25. Os festejos se concentram no entorno da Árvore de Natal (foto), mas o calendário inclui até um carnaval fora de época, o Carnatal, de 13 a 16 na Arena das Dunas. A 27ª edição da micareta antecipa a abertura da temporada de verão, atraindo turistas do Brasil e do mundo para a capital potiguar.

 

Do Natal Luz de Gramado ao Sonho de Natal da vizinha Canela, na Serra Gaúcha, a festa aquece o turismo nas noites natalinas mais tradicionais do Rio Grande do Sul, reunindo cerca de 2 milhões de visitantes atraídos por mais de 500 eventos que movimentam o turismo da região. Já o Natal Imperial de Petrópolis (RJ) é um convite ao turista que deseja conhecer os atrativos históricos da cidade que era a favorita da família real brasileira.

 

Dezembro traz também eventos relacionados a fenômenos naturais em destinos de ecoturismo, turismo de aventura e esportes radicais no Brasil. A cidade de Chapadão do Céu (GO), por exemplo, é o ponto de partida para visita aos atrativos naturais do Parque Nacional das Emas, onde nessa época é possível apreciar a beleza e encanto da bioluminescência. O fenômeno acontece por conta de uma espécie de vagalume que deposita seus ovos nos buracos dos cupinzeiros. Mesmo em estado de larvas, os vagalumes já emitem luz e brilham para atrair insetos, deixando a noite repleta de pontos brilhantes em um cenário natural de beleza incomparável.

 

Até o dia 8, há programação dedicada aos festejos religiosos em homenagem a Nossa Senhora da Conceição, padroeira da Bahia, do Amazonas, e de capitais como Manaus, Aracaju (SE), Teresina (PI), Cuiabá (MT) e Belo Horizonte (MG), além de centenas de cidades brasileiras. Em Salvador, as homenagens a Nossa Senhora da Conceição da Praia marcam o início das festas de verão, que só terminam com o carnaval. Até mesmo em capitais como Boa Vista (RR), São Luís (MA), Belém (PA), Maceió (AL), João Pessoa (PB) e Recife (PE), onde ela não é padroeira, o dia 8 é feriado local, dada a popularidade da santa. No Recife, milhares de fiéis e turistas aproveitam o feriado do próximo sábado e sobem o Morro da Conceição, em Casa Amarela.

 

Belo Horizonte (MG), por sua vez, realiza até domingo (9) a 29ª Feira Nacional de Artesanato. O evento expõe a produção artesanal sustentável como forma de estimular o consumo consciente e impulsionar, de forma criativa, o processo de transformação social, econômico e ambiental. A feira é considerada um dos maiores eventos do gênero da América Latina.

 

Em Brasília (DF) começa nesta quinta-feira (6) e vai até domingo (9) o Encontro da Folia de Reis, no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, com a participação de mais de 20 grupos de foliões do DF e de outros estados. A programação conta com a celebração da tradicional missa sertaneja, apresentações de grupos de Folia de Reis, giro dos foliões, danças populares, oficina de viola, oficina de teatro popular para todas as idades, feira de artesanato, comidas típicas e shows populares.

 

Dezembro termina com as festas de Réveillon que celebram a chegada do Ano Novo por todo o Brasil. O ano ainda não acabou, mas os eventos de 2019 já podem ser inseridos no Calendário Nacional de Eventos do Ministério do Turismo, que tem como objetivo divulgar os eventos turísticos do páis e agregar valor à imagem dos destinos, além de fornecer informações de qualidade sobre a oferta turística nacional e que possam ser úteis ao turista no momento de planejar suas viagens.

 

As informações são coletadas de forma colaborativa com o apoio das secretarias estaduais e municipais e órgãos oficias de Turismo. Em caso de dúvidas, entre em contato com o Ministério do Turismo pelo telefone (61) 2023-8165 ou pelo e-mail produtos@turismo.gov.br.

 

 

Fonte: Agência Brasil

Turismo terá mais R$ 243 milhões para investimentos em 2018, anuncia ministério

O Fundo Geral de Turismo (Fungetur) recebeu um reforço de caixa de mais de R$ 243 milhões a serem aplicados ainda este ano. Com isso, o orçamento de 2018 do fundo, gerenciado pelo Ministério do Turismo, sobe dos atuais R$ 43,2 milhões para cerca de R$ 286,4 milhões. Trata-se da maior dotação orçamentária desde a criação deste instrumento de crédito para financiamento do setor de viagens e turismo.

 

Os recursos suplementares, liberados após gestão do MTur junto à área econômica do governo, serão partilhados entre os agentes financeiros que operam as linhas de crédito do Fungetur. O objetivo é ampliar o atendimento a projetos de reforma, modernização, ampliação e aquisição de equipamentos para hotéis, bares, restaurantes, parques temáticos, centros de convenções, agências e transportadores turísticos, entre outros negócios do setor.

 

“O Fungetur passou por um processo de reformulação nos últimos dois anos e hoje vem se consolidando como uma importante alavanca para o desenvolvimento da atividade turística. Temos atuado fortemente para facilitar o acesso ao crédito para empresas que querem e precisam desse investimento para crescer, aprimorar seus negócios e gerar mais empregos no país”, afirma o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

 

Balanço do Fungetur mostra que de janeiro a outubro de 2018 foram contratados nos oito agentes financeiros credenciados cerca de R$ 53,7 milhões por empreendimentos turísticos privados, o equivalente a 166,8% da meta estabelecida. Os projetos contemplados devem gerar 1.467 novos postos de trabalho, atendendo a um dos objetivos atrelados à ação do fundo, que é a geração de empregos por meio do turismo.

 

Se forem considerados os recursos já repassados no biênio 2017/2018, os desembolsos do Fungetur somam R$ 110 milhões em financiamentos para empreendimentos localizados em oito estados (ES, MG, MT, SE, PR, RS, SC e SP). As linhas de crédito do fundo operam com taxas de 5% a 6% ao ano + INPC e prazos de amortização de 60 a 240 meses, dependendo do tipo de projeto a ser financiado. O valor máximo do empréstimo é de R$ 10 milhões para atendimento a micro, médias e pequenas empresas.

 

 

Bancos

 

Os agentes financeiros credenciados para operar as linhas de crédito do Fungetur são: Agência de Fomento do Mato Grosso (Desenvolve MT), Agência de Fomento do Rio Grande do Sul (Badesul), Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), Banco do Estado de Sergipe (Banese), Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Caixa Econômica Federal (CEF) e Agência de Desenvolvimento Paulista (Desenvolve SP).

 

Fonte: Agência de Notícias doTurismo (MTur)

Conheça as 21 iniciativas classificadas como finalistas do Prêmio do Turismo

O Ministério do Turismo classificou os 21 finalistas que vão concorrer ao troféu de sete categorias do Prêmio Nacional do Turismo 2018 (CLIQUE AQUI E ACESSE A LISTA COMPLETA). Elas foram selecionadas entre 208 propostas habilitadas para concorrer à premiação, com participações de todo o Brasil. Um total de 241 iniciativas e casos de sucesso foram inscritas em sete categorias: monitoramento e avaliação do turismo (16 projetos); qualificação e formalização no turismo (19); valorização do patrimônio pelo turismo (47); turismo de base local e produção associada ao turismo (46); turismo social (17); inovação tecnológica no turismo (28); e marketing e apoio à comercialização do turismo (35).

 

Após a classificação de três finalistas por categoria, os selecionados ainda vão passar por análise meritória e eliminatória da comissão julgadora, que vai eleger os vencedores. A lista de premiados será anunciada em cerimônia no próximo dia 5, no Rio de Janeiro.

 

Segundo o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, a alta qualidade das propostas inscritas é um indicativo de que o prêmio vai se transformar em um termômetro de mercado e de performance do setor. “Ao identificar e disseminar as melhores práticas do turismo brasileiro, reconhecendo a importância desses exemplos para o desenvolvimento turístico e divulgando casos que podem ser reproduzidos em outros destinos turísticos nacionais, estamos reconhecendo e aplaudindo nossos avanços, nossos líderes e o pensamento moderno que está presente no mercado de Viagens do país”, avalia.

 

As iniciativas classificadas para a final obedecem aos critérios adotados para a premiação, como terem sido criadas especificamente para o setor turístico e implementadas há menos de 24 meses. Outro critério para o caso de sucesso ter sido aceito pela comissão julgadora foi a apresentação de resultados de mensuração de impactos diretos ou indiretos no turismo. Confira os três selecionados por categoria, anunciados em ordem alfabética:

 

Monitoramento e Avaliação do Turismo:
– Contribuições do Turismo em Áreas Protegidas para a Economia Brasileira (ICMBio)
– Monitoramento da Reputação dos Destinos da Rota das Emoções (Sebrae-CE)
– Programa de Otimização de Performance (Secretaria de Cultura e Turismo de Salvador)

Qualificação e Formalização no Turismo:
– Jogo dos Biomas Gastronômicos (IF Brasília, Campus Riacho Fundo I)
– Programa de Integração com os Municípios (TurisRio)
– Projeto Verena (Senac-RN)

Valorização do Patrimônio pelo Turismo:
– 2ª etapa do Museu Cais do Sertão (Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer de Pernambuco)
– Museu Casa do Carnaval da Bahia (Secretaria de Cultura e Turismo de Salvador)
– Rede Brasileira de Trilhas de Longo Curso e Conectividade (ICMBio)

Turismo de Base Local e Produção Associada ao Turismo:
– Rota do Queijo – Terroir Vertentes (Associação do Circuito Turístico Trilha dos Inconfidentes)
– Rota Encantos Rurais de Quilombo (SC)
– Vivejar (SP)

Turismo Social:
– Acessibilidade como fator de inclusão social do Turismo (Terra dos Sonhos Empreendimentos Turísticos)
– Capacitação em Roteiros Inovadores para Turismo Social (SENAC Nacional)
– “Inclusão” no 46º Festival de Cinema de Gramado (Autarquia Municipal de Turismo de Gramado)

Inovação Tecnológica no Turismo:
– Lance Hotéis
– Smart Tour Brasil
– Voucher Digital de Barreirinhas (Prefeitura de Barreirinhas/Sebrae-MA)

Marketing e Apoio à Comercialização do Turismo:
– E-Marketplace do Turismo Brasileiro (Gestour Travel Brasil)
– O Bom de Viajar (Brazil Hospitality Group)
– Plano de Desenvolvimento de Passageiros Riogaleão (Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro).

 

 

VOTE AGORA

 

Encerra-se nesta quinta-feira (29) a votação popular que vai apontar também os profissionais vencedores nas categorias Academia, Governo, Iniciativa Privada, Organizações Não-Governamentais e Imprensa/Mídias Sociais da 1ª edição do Prêmio Nacional do Turismo. Ainda dá tempo de votar: CLIQUE AQUI.

Temporada de cruzeiros vai trazer 20 mil turistas a Alagoas a partir do dia 5 de dezembro

A cada ano, o Destino Alagoas se consolida no cenário dos cruzeiros marítimos internacionais, recebendo visitantes de diversas partes do mundo. E, na temporada 2018/2019, não podia ser diferente. A expectativa é de que até o mês de abril de 2019, o Estado receba cerca de 20 mil turistas estrangeiros.

 

A nova temporada dos cruzeiros, que será aberta no dia 5 de dezembro, prevê a atracagem de, pelo menos, nove navios no Porto de Maceió, vindos da Itália, Bahamas, Antilhas Holandesas, Malta, Bermudas e Ilhas Marshal, com uma permanência mínima de, aproximadamente, sete horas.

 

E, como ocorre todos os anos, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), em parceria com o trade turístico e órgãos e entidades ligados ao setor, já se prepara para garantir que a permanência dos turistas em solo alagoano seja a mais agradável possível. Para recepcioná-los será disponibilizada toda a infraestrutura necessária, com intérpretes, aparato de segurança, saúde, entre outros serviços.

 

Para o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Rafael Brito, a chegada dos navios na capital alagoana representa um incremento significativo na economia local, gerando renda para o alagoano. “Vamos receber muitos turistas nesta temporada. E isso é dinheiro que é investido no comércio, na venda do artesanato, em bares e restaurantes, no transporte. Enfim, são vários setores que acabam sendo beneficiados”, afirmou o secretário.

 

Abrindo a temporada de cruzeiros marítimos, no dia 5 de dezembro, às 7h30, chega a Maceió o italiano Costa Favolosa, vindo de Recife, com 2.500 passageiros e 1.100 tripulantes. No dia 7, às 7h, é a vez do também italiano Costa Fascinosa atracar no Porto de Maceió, também com 2.500 passageiros e 1.100 tripulantes.

 

Destino Alagoas se consolida como rota dos cruzeiros marítimos internacionais (Fotos: Kaio Fragoso)

 

A temporada prossegue até abril de 2019, com a vinda dos cruzeiros Amadea, das Bahamas, dia 5 de janeiro, com 600 passageiros e 260 tripulantes, às 7h; o Veendam, das Antilhas Holandesas, que chega dia 24 de fevereiro, às 8h, com 1.000 passageiros e 450 tripulantes; o Costa Fascinosa, que vem da Itália dia 19 de março, com 2.500 turistas e 1.100 tripulantes.

 

Ainda em março, Maceió recebe o navio Azamara Pursuit, da ilha de Malta, que atraca no dia 24, às 11h, no Porto de Maceió, com 600 passageiros e 230 tripulantes; e de novo o italiano Costa Favolosa, que retorna ao Alagoas dia 31, às 13h, com mais 2.500 passageiros e 1.100 tripulantes.

 

Dia 3 de abril está prevista a chegada de mais dois cruzeiros: o Artania, das Bermudas, às 14h, com mais 600 passageiros e 521 tripulantes; e, por último, o navio Sirena, vindo das ilhas Marshal, que chega dia 22 de abril, às 11h, com 600 passageiros e 373 tripulantes a bordo, todos eles com passagem por Recife (PE) e Salvador (BA).

 

Fonte: Agência Alagoas de Notícias

OMT vai premiar startups pioneiras em inovação no turismo gastronômico; inscrições abertas

Empreendedores com ideias inovadoras na área de gastronomia associada ao turismo terão a chance de conquistar visibilidade internacional e ainda aprimorar o seu negócio. Estão abertas até 5 de março de 2019 as inscrições no 1º Concurso de Startups de Turismo Gastronômico da Organização Mundial do Turismo (OMT), organizado em conjunto com o Centro Culinário Basco, da Espanha. As inscrições podem ser feitas por este link: www.gastronomytourismventures.org.

 

A ideia da seleção, aberta a empresas e pessoas físicas de todos os países, é destacar e reconhecer exemplos capazes de integrar as duas áreas, de forma a indicar novas possibilidades e inspirar a realização de viagens. Os concorrentes devem apresentar modelos de trabalho relacionados à sustentabilidade, ao respeito à cadeia produtiva local e à oferta de narrativas autênticas, além de agregar valor ao patrimônio cultural da região onde estão inseridos.

 

O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, estimula a participação de brasileiros no processo. “A gastronomia é um dos quesitos que melhor ilustram a rica identidade do país e constitui um forte fator de atração de visitantes. A inclusão de projetos nacionais no prêmio reforça o nosso trabalho pela inovação em turismo, consolidando o mercado de Viagens como importante propulsor de desenvolvimento e da geração de emprego e renda”, enfatiza.

 

A competição vai permitir identificar projetos pioneiros na implementação de tecnologias emergentes e disruptivas, voltados à superação de desafios e problemas do setor. As propostas devem estar comprometidas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS), a exemplo da erradicação da pobreza e da redução de desigualdades, bem como a introdução ou adaptação de elementos digitais.

 

O secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, observa que o prêmio contribui para a melhoria da qualidade de vida de todos os povos. “Investimentos em inovação e turismo não são fins em si, mas são meios para promover melhores produtos turísticos, melhorar a governança do setor e aproveitar sua comprovada capacidade de promover a sustentabilidade, criar empregos e gerar oportunidades”, ressalta.

 

Finalistas

 

Os cinco finalistas serão conhecidos no dia 1º de abril do próximo ano. Já o anúncio do vencedor ocorrerá durante a quinta edição do Fórum Mundial de Turismo Gastronômico, que vai acontecer de 2 a 3 de maio na cidade de San Sebastián, na Espanha. O primeiro colocado na seleção poderá ostentar um selo internacional e participar de um programa de acompanhamento personalizado oferecido pelo Centro Culinário Basco (CCB). O CCB, instituição acadêmica pioneira no mundo e filiada à OMT, compreende a Faculdade de Ciências Gastronômicas da Universidade Mondragon e uma unidade de inovação e pesquisa. Possui um Conselho com 11 dos principais chefs do mundo e tem como objetivo o ensino superior, a pesquisa e a promoção da gastronomia como alavanca de desenvolvimento socioeconômico.

 

Aprovação

 

A gastronomia é um dos itens mais bem avaliados por estrangeiros que visitam o Brasil. Segundo estudo do Ministério do Turismo, 95,7% dos viajantes internacionais que estiveram no país em 2017 avaliaram positivamente a culinária dos destinos brasileiros. Os destinos que mais se destacaram foram São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Espírito Santo e Brasília.

 

Florianópolis, capital catarinense, com sua culinária à base de massas e frutos do mar; Paraty (RJ), onde a culinária reúne elementos da cozinha caiçara e uma fartura de peixes, e Belém (PA), onde predominam pratos ligados à cultura indígena, além de influências africana e portuguesa, possuem o título de Cidades Criativas para a Gastronomia, concedido pela Unesco.

 

Fonte: Agência de Notícias do Turismo (MTur)

Municípios turísticos do Estado de Alagoas começam a se prepar para alta temporada

Com a finalidade de oferecer maior qualidade aos serviços prestados aos turistas que visitam os diversos municípios turísticos do Estado, técnicos da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) participaram, na quarta-feira (14), de uma reunião no Village Barra Hotel, no município da Barra de São Miguel, a 35 quilômetros da capital alagoana. A reunião serviu para definir estratégias para melhor atender os visitantes durante a alta temporada na cidade.

 

O encontro, que acontece anualmente, é organizado pela Prefeitura da Barra de São Miguel e reúne membros da Associação dos Empresários da Barra de São Miguel (Aembar), além de técnicos da Casal, Eletrobras, Detran/AL e Polícia Civil, que discutem melhorias relacionadas à coleta de lixo, fornecimento de energia e água, trânsito e policiamento, a fim de garantir um verão seguro e tranquilo para os visitantes.

 

O Governo de Alagoas, por meio da Sedetur, tem importante participação na articulação com diversos órgãos, com a finalidade de proporcionar um melhor serviço para os turistas que visitam os diversos municípios turísticos do Estado.

 

“Além do trabalho intenso de divulgação do Destino Alagoas no geral, a Sedetur tem trabalhado também para que os municípios turísticos, como a Barra de São Miguel, não sejam apenas um destino de ‘bate e volta’ para quem está em Maceió, mas sim um local onde as pessoas possam ir e passar dois, três dias, fomentando a atividade turística das regiões”, explicou a assessora especial de Turismo da Sedetur, Sandra Villanova.

 

Localizado no Litoral Sul de Alagoas, o município da Barra de São Miguel conta com uma boa estrutura de hotéis e pousadas e é um dos principais destinos de verão dos alagoanos, além de atrair turistas de todo Brasil e do mundo.

 

Boa parte da praia principal da cidade possui uma extensa barreira de recifes de coral, formando uma enorme piscina natural de águas calmas e cristalinas na maré baixa. No trecho esquerdo da praia, onde não existe a proteção dos arrecifes, as ondas fortes são propícias à prática de surfe. Na região, também é comum a prática de esportes radicais, como o flyboat, parapente e flyboard.

 

Barra de São Miguel é um dos principais destinos de verão dos alagoanos e atrai turistas de todo Brasil e do mundo (Fotos: Neno Canuto e Trend Criativa)
Barra de São Miguel é um dos principais destinos de verão dos alagoanos e atrai turistas de todo Brasil e do mundo (Fotos: Neno Canuto e Trend Criativa)
Barra de São Miguel é um dos principais destinos de verão dos alagoanos e atrai turistas de todo Brasil e do mundo (Fotos: Neno Canuto e Trend Criativa)